• Facebook
  • Instagram
  • YouTube
Site Oficial
Site Oficial
Site Oficial
Contato
Contato
Contato
Seja nosso parceiro!
Seja nosso parceiro!
Seja nosso parceiro!

Entrevista: Astróloga Aida Pedrosa

5.1.2016

   Uma das melhores oportunidades de iniciar o ano é aprender a lidar com as energias que este novo ciclo nos presenteia. Assim sendo, convidei para esta entrevista uma profissional veterana e bastante respeitada dentro das Terapias Holísticas: Aida Pedrosa. Com mais de 40 anos de estudos e atuação, Aida Pedrosa é um exemplo de persistência na profissão e no caminho do servir. Atua como Astróloga Coach de Alta Performance, Escritora, Mitóloga, Oraculista, Cabalista, Jornalista, Radialista, Coach em Comércio Exterior.

 

Desde menina tinha paixão por olhar para o céu. Sentia dentro de si um chamado para ajudar as pessoas, pensou até em tornar-se profissional do Corpo de Bombeiros. Mas seu coração e experiências levaram-na a ajudar as pessoas de outra forma. Ainda menina, aprendeu a confiar em suas intuições e teve como professores mestres alquimistas que a orientaram em seu aprendizado com as energias de cura. Casou-se jovem, formou família, mas sempre a acompanhou o sentimento de realização de sua missão e propósito, independente dos desafios. Viveu momentos tensos na ditadura, onde os estudos holísticos eram vistos com preconceito e sem aceitação. Porém, nada a tirou do caminho.

 

Desenvolveu uma linguagem própria destinada à confecção dos clássicos horóscopos e textos astrológicos os quais foram publicados em diversas mídias impressas e digitais. Trabalhou para diversas revistas das editoras Abril e Escala. Também participou de diversos programas na TV Bandeirante, Globo, Gazeta e Rede TV/SP onde atuou como produtora e astróloga no Programa do Clodovil Hernandes, que a incentivou a atuar na área política, como Astróloga Coach, onde atuou por 20 anos.

 

Hoje, Aida dedica-se exclusivamente às terapias holísticas com paixão, responsabilidade, compromisso e dedicação. Seu trabalho consiste em ajudar as pessoas a se ajudarem, partilhando seus conhecimentos e técnicas por meio de atendimentos, vivências e e-books  no seu site Ilumina a vida.

 

Nesta entrevista, ela fala um pouco sobre seu trajeto como Terapeuta, suas experiências, desafios e finaliza com ótimas informações sobre as energias e tendências para 2016 e como podemos aproveitar melhor essas vibrações.

 

Você tem uma carreira dentro das terapias holísticas de mais de 40 anos. Você é uma veterana! O que te move nesse caminho de autoconhecimento e auxílio ao próximo?

A minha história me move no caminho de ajudar o próximo. Em toda a minha vida eu venho buscando aprender a confiar em minhas intuições, mas por muito tempo eu a deixei em segundo plano na minha vida e por isso aos poucos, o vazio tomava conta de mim porque eu estava perdida de mim mesma, mas uma voz dentro de mim tentava me acordar o tempo todo. Sentia que faltava algo mais, tinha muitas dúvidas, muitas perguntas sem respostas que começaram a ser respondidas quando fui buscar o meu autoconhecimento e acalmar a minha mente. E este caminho não foi fácil. É por isso que o meu propósito de vida é ajudar as pessoas a se ajudarem pelo caminho do autoconhecimento.

 

Qual a diferença de estudar terapias holísticas hoje e a quarenta anos atrás? O que mudou na sua opinião? 

Muita coisa mudou. Eu comecei a estudar Astrologia em 1970. Antigamente a busca por informação sobre o tema era um misto de filosofia, mitologia, autoconhecimento e misticismo. Estávamos vivendo a ditadura militar que foi até 1985. Eu e meus colegas trocávamos livros de astrologia por debaixo das mesas de restaurantes para não sermos vistos. Na época eu tive ajuda de uma grande amiga e atriz de cinema, Vera Sampaio. Ela tinha um centro espírita que funcionava na casa dela, na Av. São João em São Paulo onde recebia para ajudar, muitos atores e amigos famosos que buscavam a espiritualidade de forma livre assim como eu. Muitos deles estudavam Astrologia. Eles me levaram a cursar o Teatro Escola Macunaíma, na Barra Funda em São Paulo e lá depois da aula, era o local onde trocávamos mapas astrais, livros e ideias sobre Astrologia, tudo de forma intimista, pois enfrentávamos muitos preconceitos. Naquela época a astrologia não era praticada como terapia não existia esse nome ‘terapia holística’. Foi uma fase muito boa porque houve muitas descobertas.

 

Sobre astrologia, apesar do crescente interesse pelo autoconhecimento, muitas pessoas ainda sentem preconceito com as análises astrológicas. Qual a importância de se estudar e conhecer o próprio mapa astral?

A Astrologia não é para todos. É para quem a busca e, se busca. Não podemos levar uma pessoa a seguir um caminho que ela não quer. Quem me pergunta eu sempre digo que você pode viver repleto de pensamentos positivos e proclamar diariamente todos os seus sonhos mais lindos para o Universo, mas, mesmo assim, com certeza,  ele não irá te escutar. Nós só conseguimos conversar com Universo através de nossas crenças inconscientes. São elas que precisam ser transformadas e reprogramadas com o autoconhecimento para assumirmos o controle da nossa vida e o Universo se tornar de fato o nosso grande parceiro. E então quem não quer ter um parceiro como Universo? Isso é possível com a Astrologia.

Se você nunca teve uma conversa com um astrólogo, a primeira coisa é que seu mapa de nascimento seja analisado. O chamado “Mapa Natal” é um retrato do céu na hora em que você nasceu que pode dar dicas sobre seus talentos, suas potencialidades e também sobre suas fragilidades e desafios. É uma das melhores ferramentas de autoconhecimento que existem.

Os chamados “trânsitos” analisam a posição atual dos planetas no céu e mostram se você está passando por momentos fáceis ou difíceis na sua vida. É a melhor dica para saber se está na hora de plantar, esperar ou colher frutos.

O Retorno Solar é o mapa levantado a cada aniversário nosso. Dá as dicas de como deve ser o ano particular que se inicia, é o nosso “réveillon pessoal”. Este mapa tem que ser calculado para a cidade onde você tenha passado ou vá passar seu aniversário.

Se você quer marcar seu casamento, abrir uma firma, começar um novo negócio, encerrar algum episódio da sua vida, procure um astrólogo para escolher a hora ideal para fazer isso, através da “astrologia eletiva”.

A Sinastria Astrológica é o estudo das compatibilidades entre dois mapas astrais. Serve, portanto, pra analisar parcerias de vários tipos: afetivas (namoros, noivados, casamentos), de negócio (sociedades, empresas, empreendimentos), familiares (entre pais e filhos, por exemplo). É uma excelente ferramenta para saber com quem estabelecer associações de todas as naturezas.

A astrologia vocacional ou destino profissional é muito indicado para os mais jovens, quando estão perto de terminar seus estudos do Ensino Médio, para ajudar na escolha da profissão mais adequada à natureza astrológica de cada um.

 

Li uma vez, que se o ser humano soubesse o exato momento (hora, dia, mês, ano) de sua fecundação, teríamos outro mapa, com uma quantidade de detalhes muito maior sobre o curso da nossa vida. Se pensarmos bem, temos essa informação em nós, só que a nível inconsciente. Se levarmos esse mapa anterior em consideração, o nosso mapa natal é só uma fração desse grande “mapa da fecundação”. O que pensa a respeito? Existe referência sobre esse momento pretérito no nosso mapa natal?

Sim. Sabendo a posição da Lua no Mapa Natal e seus aspectos, podemos interpretar como foi o período onde a pessoa viveu no útero da mãe bem como o passado dela em outras vidas. Com o Mapa Astral entramos em contato com assuntos que são inconscientes e nos tornamos proativos, você deixa o papel de vítima, que nunca tem controle sobre a situação e aprende a se responsabilizar por si mesmo – deixa de manter a mente reativa. Você para, pensa e busca a melhor forma de agir em cada momento. Isso pode ser aplicado em situações tão corriqueiras como uma conversa entre irmãos ou uma briga entre marido e mulher. Esta técnica é muito popular no Oriente, principalmente na Índia, e tem poucos especialistas no Ocidente. Mas existem bons profissionais aqui no Brasil que sabem utilizar essa técnica.

 

Na antiguidade, a astrologia era um campo muito estudado e respeitado na sociedade, inclusive astronomia e astrologia eram praticamente vistas como uma só ciência. Você acha que era necessária essa separação entre astronomia e astrologia?

Não. Isto aconteceu no momento do Renascimento, século 15, onde a fé e, a ciência estava se separando. Com o advento do Iluminismo, na idade média, e o aumento do conhecimento humano com referência ao universo material, a Astrologia (juntamente com outros estudos voltados para o mapeamento simbólico do cosmo) passou a ser vista como um anacronismo - como se não passasse de bobagens supersticiosas que refletiam uma era mais ignorante e sujeita a crendices. Surpreendentemente, no entanto, a Astrologia não teve o mesmo destino de outras crenças tais como: a Terra era plana, os demônios podiam ser conjurados e o chumbo podia transformar-se em ouro. Os estudos Astrológicos crescem e se desenvolvem, ganhando mais popularidade a cada dia, merecendo o respeito de pessoas inteligentes, pois foi trazida para a era moderna por meio do crescente conhecimento acerca da psicologia e da natureza humana. Submetida a séculos de repressão e ridicularizarão, a Astrologia terminou por desmentir e sobreviver a seus opositores, demonstrando com toda eloquência o grande valor de sua contribuição para o homem moderno em sua busca de autoconhecimento e evolução. Hoje praticamos uma Astrologia moderna que é Terapêutica e Quântica. 

 

De todos as terapias e estudos que você teve oportunidade de conhecer, qual você acredita que mais contribuiu no seu processo de expansão da consciência?

Todas as ferramentas que estudo lapidou o meu autoconhecimento e por isso contribuem para o foco em minha intuição e para aflorar o meu estado de consciência alerta, mais principalmente a Astrologia e meditação. 

 

Como oraculista, imagino que você costume analisar as tendências do momento para tomar determinadas decisões e perceber as energias que podem estar te influenciando. Como funciona a cosmoética sobre as análises para si mesmo?

Sempre me guio pelas estrelas e pelos oráculos. Sou uma buscadora de mim mesma e sempre procuro estar estrategicamente preparada para os meus aprendizados, com uma rotina de reforma íntima e autoconhecimento, mas nunca utilizo o oráculo para prever ou analisar tendências do meu período pra tomar decisões porque isso compromete diretamente na qualidade da minha bioenergia, aura e chacras e, do meu biocampo informacional. Sendo ética eu atraio a atenção de consciências que são igualmente éticas, pois o semelhante se atrai. Quando eu preciso tomar uma decisão urgente sempre busco um colega Terapeuta para me ajudar e orientar de forma competente e imparcial. Assim eu consigo tomar uma decisão pessoal de forma coerente. A ética é algo íntimo e intransferível. Não se impõe não se ensina não se entende. Quando um terapeuta, pessoa ou sociedade não estão maduros, não adianta, terão que aprender pelo erro e acerto, pela dor do karma negativo.

 

Falando em tendências, como você percebe a energia do Brasil neste momento?

Em 2016, as energias cósmicas colocarão um holofote nas mentiras e injustiças em toda a sociedade. Já tivemos um gostinho disto, devido à longa dança de Urano/Plutão que catalisou uma mega reformulação do nosso mundo.

As mudanças necessárias estão afetando como nos relacionamos uns com os outros, nos níveis básicos. Elas envolvem padrões há muito estabelecidos de negociação de poder, desigualdade, opressão e uma ocultação de informações por aqueles no poder como um meio de controle. Mudanças sociais necessárias não vêm facilmente, assim há ainda muito a ser revelado.

É importante que cada um de nós permaneça forte e no caminho da nossa capacitação espiritual, emocional e intelectual. Será um ano de buscar estudar a si mesmo ou um tema que sinta paixão. Força interior e concentração no coração serão necessárias para enfrentar os altos e baixos. Precisaremos estar presentes e atentos ao que estamos criando com os nossos pensamentos, emoções e ações.

 

Pode nos falar um pouco sobre as energias que regem 2016?

Nos primeiros meses de 2016 ainda teremos reflexos da quadratura de Urano e Plutão forjando nova ordem individual e social.  Tomar consciência dói, mobilizar-se para grandes mudanças nos tira da zona de conforto, se responsabilizar por parte das dificuldades pessoais e que o mundo vive, incomoda. Mas é o que a vida nos exigirá.

O ano de 2016 será regido pelos planetas Júpiter, Mercúrio e Sol. Trazendo grande chance de evolução interior e consequentemente crescimento profissionalmente pelo próprio merecimento e esforço. Não desperdice isso! Os espaços de co-working estarão em alta. Se considerarmos a regência de Leão associada a Mercúrio e Júpiter, muitas pessoas irão trabalhar naquilo que realmente são apaixonadas (Leão) e se dedicarão com afinco (Júpiter-Mercúrio).

 

Os signos mais favorecidos serão aqueles que suportarão as altas pressões – assim como os diamantes que são formados com enorme pressão e temperatura - e que se mostrarão abertos, curiosos e dispostos a participar de um mundo novo com paciência e persistência.

Saturno em Sagitário e Júpiter em Virgem é uma combinação que nos faz pensar em estudos, pesquisas, viagens.

A partir de setembro de 2016, Júpiter em Libra, quadratura com Plutão em Capricórnio em conjunção com Saturno em Sagitário, trará para primeiro plano as questões de justiça e relacionamentos.

Com Netuno, aprender a se perdoar será o suficiente. Se não conseguir, não precisa se culpar. Busque em outro momento.

 

Pérolas para 2016:

 

  • Valorizar a disciplina;

  • Não se dispersar;

  • Ter foco, capacidade de síntese; determinação e organização;

  • Eliminar excesso;

  • Fazer economia;

  • Buscar a saúde mental, emocional, espiritual e física;

  • Evitar alimentos que prejudique o metabolismo;

  • Postura cooperativa em todo tipo de relacionamento, de igual para igual, sem vitimização, dominação ou manipulação;

  • Desejo de superar obstáculos, vencer limites, mas de modo planejado, estruturado, sem riscos e com postura estratégica.

 

Questionamentos para 2016:

 

  • Como posso saber mais sobre mim mesmo?

  • O que posso fazer por mim mesmo pra progredir?

  • Como posso gerenciar o meu dia sendo produtivo e ainda com tempo para ter prazer, lazer e desfrutar da companhia de familiares?

  • O que posso fazer pelas pessoas que amo?

  • Como ser mais tolerante?

  • Como harmonizar meus relacionamentos com equilíbrio?

  • Como me colocar no lugar do outro e entender o que pensa e sente?

  • Como sair da postura competitiva para postura cooperativa?

 

Para mais detalhes sobre as terapias presenciais e à distância com Aida Pedrosa, entre em contato pelo sua página no facebook: Aida Pedrosa Astróloga.

 

 

Feliz Ano Novo!

_/\_

Please reload