• Facebook
  • Instagram
  • YouTube
Site Oficial
Site Oficial
Site Oficial
Contato
Contato
Contato
Seja nosso parceiro!
Seja nosso parceiro!
Seja nosso parceiro!

Essênios: 12 ensinamentos dos terapeutas do deserto

23.2.2016

"Abençoado seja o Filho da Luz que conhece sua Mãe Terra

Pois é Ela a doadora da vida."

~ trecho da Oração Essênia para a Mãe Terra

 

Os Essênios eram uma seita asceta judaica que existiu entre 150 a.C até 70 d.C, na Palestina. Tinham costumes assertivos, éticos e ecológicos, além da prática do pacifismo, oração e fé. Levavam uma vida de extrema caridade, viajando através dos desertos e cidades com a missão de curar o físico e a alma.

 

Estavam entre as três principais seitas filosófico-culturais da época (Fariseus, Saduceus e Essênios). Entre estes três grupos talvez os Essênios são os que estão mais envoltos em mistérios, quanto a sua vida e suas atividades. A origem dos Essênios é pouco definida, os relatos é que eles descenderam de uma linhagem dos Sacerdotes e Profetas do antigo Egito, que passaram seus conhecimentos de forma secreta e selecionada.

 

A palavra essênio, em aramaico essaya, significa médico, terapeuta. Muito de sua forma de viver e sabedoria influenciou o cristianismo, e em sua época, provavelmente também tenha influenciado Jesus, pela semelhança dos conhecimentos difundidos.

 

Estes terapeutas que viviam no deserto, mesmo em uma vida de poucas posses, viviam em profunda gratidão e alegria. Dentre seus ensinamentos e práticas destaco alguns para nossa reflexão.

 

1. Silêncio

A grande maioria da comunidade essênia vivia uma vida monástica, sendo assim, passavam a maior parte do seus dias em silêncio. Tinham consciência do poder da palavra e sabiam que cada uma delas tinha o poder de construir ou destruir.

 

2. Oração e Meditação

Acordavam antes do sol nascer, e antes mesmo de fazerem suas refeições dedicavam o início do seu dia ao sagrado, por meio de orações e meditação.

 

3. Mantras

Mantravam palavras sagradas, orações e cânticos na língua aramaica, idioma que foi utilizado por Jesus, pelos Essênios, por eruditos e sábios da época. Sua entoação traz uma vibração que auxilia no processo de cura, provocam uma ressonância corporal para quem as ouve.

 

4. Pacifismo

Acreditavam que todos os seres eram livres. Não usavam armas, não eram violentos, não discutiam ou brigavam, não tinham escravos, não faziam uso dos animais em suas atividades e não praticavam o sacrifício nos templos.

 

5. Alimentação saudável

Eram vegetarianos, e pelo que consta também tinham uma alimentação crudívora. Alimentavam-se basicamente de frutas frescas, secas e castanhas. Viviam da terra e do que ela fornecia.

 

6. Estudiosos e disciplinados

Estudavam a vida em todos os seus níveis e de maneira profunda. Eram poliglotas, místicos, conhecedores da Lei, das ciências naturais, de astrologia, arquitetura, geometria sagrada, entre outros. As escolas essênias eram bem disputadas, inclusive por membros de outras seitas, pois os ensinamentos e disciplina adotados permitiam que as crianças crescessem em um caminho de retidão e ética.

 

 

7. Altruísmo e caridade

Na fraternidade essênia, ninguém mandava em ninguém, não havia hierarquia, todos se ajudavam. Os bens eram divididos de forma igual através de um tesouro comum. Eram caridosos com todos, inclusive aqueles de fora da fraternidade, pois eram os médicos e curadores da época.

 

8. Terapeutas

Os essênios trabalhavam basicamente com agricultura, costura e olaria, mas antes de tudo trabalhavam como terapeutas. Essa atividade era desenvolvida desde criança, por meio da leitura de aura. Tinham conhecimentos dos chakras e corpos áuricos. Eles foram treinados desde jovens a identificarem estados desarmônicos em si mesmos e nos outros.

 

9. Curas naturais e energéticas

Os essênios faziam seu trabalho de cura de forma natural e não-invasiva. Dentre as técnicas havia a cura através de sons, das ervas, aplicação de argila, orações, imposição de mãos e cristais.

 

10. Consciencia ecológica

Viviam conscientes de sua dependência em relação aos elementos da natureza (terra, fogo, ar e água), seja por meio da alimentação, do uso da energia telúrica, do ar que respiravam, da energia do sol, das ervas. Muitas de suas orações e ritos expressavam um constante agradecer pela Mãe Terra e pela vida.

 

11. Cidadãos do mundo

Por conta do seu trabalho como curadores, viajavam muito, conheciam muitas culturas, línguas e crenças. E como eram muito discretos e pacíficos, conseguiam se adaptar facilmente, permitindo acrescentar suas habilidades e trabalho com uma visão universalista, e assim ganhando o respeito de todos.

 

12. Vida longa e sabedoria

Pela vivência dentro de princípios éticos, saudáveis e ecológicos, facilmente viviam além dos cem anos. Eram considerados os grandes sábios da época, tinham muitos dons psíquicos desenvolvidos, como o dom de profetizar e o do bem viver.

 

 

Baixe aqui a versão completa da Oração Essênia para Mãe Terra.

 

Shalom!

_ /\_

 

 

Please reload